Grand Canyon experience

Fala galera,

Hoje estou aqui pra falar sobre como foi minha visita ao Grand Canyon! Quando compramos as passagens pra Las Vegas, eu sabia que queria muuuuuito ir ao Grand Canyon. Confesso que eu imaginei que minha visita seria de uma forma e acabou sendo diferente, e eu fiquei com a sensação de que ainda quero voltar… o Grand Canyon é uma verdadeira obra prima da natureza, e é um dos lugares que você precisa conhecer nessa vida!

20160317_181802

Não foi tão fácil planejar uma visita ao Grand Canyon. Eu vi vários relatos diferentes, afinal, o Grand Canyon tem três bordas que podem ser visitadas. A chamada “North Rim”, do norte, que é mais frequentada por turistas que gostam de passeios  radicais, trilhas, etc e que, pelo que me lembre, só fica aberta em algumas épocas do ano. A borda sul, chamada “South Rim”, e que foi a borda que eu escolhi visitar, fica um pouco mais distante de Las Vegas e por isso nem sempre é a escolhida dos turistas. A borda oeste, Gradn Canyon West, fica mais próxima de Las Vegas, e é nela que saem os passeios de helicóptero que muitos  turistas optam por fazer e curtem muito.

20160317_181727

Depois de ler alguns relatos na internet, eu me interessei mais pela borda sul. Muitos blogs falavam que ela era a mais bonita, e a que você conseguia ver mais do Grand Canyon. Porém, pela distância de Vegas (5h de carro), era praticamente impossível fazer um bate e volta. Daí, eu, que curto uma road trip, achei mais interessante ainda a ideia de ir visitá-la. A meta era chegar para ver o por do sol, dormir ou nos hotéis dentro do Grand Canyon ou na cidade de Tusayan, e acordar cedo para ver o nascer do sol e ir embora.

IMG_4069

Foi muito boa a experiência, mas hoje eu ainda acho que queria ter visto mais. Queria ter feito uma trilha, queria ter visto o sol mais forte, num horário de pico dele pra realmente curtir mais as tonalidades do canyon, que é simplesmente maravilhoso! Eu posso querer usar todas as palavras que houver aqui nesse blog pra descrever o Grand Canyon, mas ele é simplesmente indescritível.

IMG_20160318_065334

Bom, sobre a minha estadia, dormi em Tusayan no hotel Best Western Premier Grand Canyon. Foi uma ótima estadia. O hotel tem um estilo bem rústico, tudo é de tijolinhos e madeira. Aliás, a cidade toda (que é de uma rua só, aliás) tem esse estilo rústico, que eu curti bastante. Honestamente, não acho que faça muita diferença dormir dentro do parque. É bem pertinho.

Uma coisa interessante sobre a borda sul do Grand Canyon é que ela tem vários pontos de visitação. O ideal é poder ter um tempinho pra desvendar o mapinha, e ver o que você realmente gosta. Por isso, acho que um dia inteiro lá teria sido ideal. As lojinhas dentro do Grand Canyon são muito fofas e vendem artesanato bem bonito. Comprei um livro e um vasinho lá. Nós pagamos para entrar no parque do Grand Canyon um valor para o carro, e o ticket valia para 7 dias. Eu confesso que não me lembro mais quanto foi, acho que foi 30 dólares. Como estávamos em 4 e o ticket valeu pros dois dias que fomos lá, eu achei o preço excelente.

IMG_20160318_065831

Então é isso gente, numa viagem a Las Vegas, vão conhecer o Grand Canyon. Se eu puder, quero ir de novo, e na mesma borda que eu fui! Vale muito à pena!! Lembre-se de ir de tênis, e de verificar a época do ano para o vestuário adequado. Nós pegamos um pouco de frio em março, aliás, de manhã estava bem frio e geando, mas logo em seguida o clima já amenizou um pouco… mas o mais importante é levar sua máquina, e se preparar para tirar muitas fotos, e pra viver um dia inesquecível!

Anúncios

Calico Ghost Town

E no caminho de Vegas para Los Angeles, tinha uma cidade fantasma…

IMG_3720

Gente, desde que eu planejei minha viagem pra Vegas e L.A., eu não abria mão de ir a Calico, uma cidadezinha fantasma em Yermo, na California, que fica mais ou menos no meio do caminho entre Vegas e L.A.

IMG_3718

Calico foi uma cidade criada no século XIX para a exploração de minas de prata e ouro. Ela chegou a ter uma produção com muito faturamento, mas a prata começou a perder valor na década de 1890 e assim a cidade foi sendo abandonada pelos mineiros. Na década de 1950, a cidade foi comprada pelo condado de San Bernardino e restaurada para parecer com uma cidade antiga de faroeste. Hoje existem 9 moradores na cidade, salvo engano, que funciona como um parque para os turistas, com três atrações, além do próprio passeio que é andar pela cidade!

IMG_3728

Eu li muitos relatos nas minhas buscas no Google sobre a cidade, e achei gente dizendo que valia a pena e gente dizendo que não. Mas como eu sempre curti faroeste, pensei que seria uma oportunidade única! E que bom que decidimos ir mesmo! A cidade é uma ruela, com várias casinhas antigas, que contém lojinhas de artesanato, restaurantes, pequenos museus com objetos da época da mineração. E além de tirar várias fotos, há três atrações principais: Maggie Mine, Mystery Shack e Gold Panning.

IMG_3730

Cada atração custa 3 dólares,mas há um combo de 7 dólares pelas três atrações. Porém, não compramos o combo, porque não nos interessamos pelo Gold Panning, uma atração que consiste em saber como os mineradores procuravam outo, e envolve pintura, sujeira e estava cheia de crianças. Então, pra adultos não é muito interessante.

IMG_3766

Mystery Shack é uma casa torta, em que você é guiado pelo “xerife” da cidade, que vai te contando umas histórias, te passando uns sustos e te desafiando a enfrentar a gravidade. Nós fomos nessa atração e foi a mais legal!!! Nós rimos muito, muito, muito!! Foi muito divertido!!!!

IMG_3788

Já a Maggie Mine consiste em duas coisas: primeiro você anda num trenzinho e vai conhecendo alguns pontos específicos da mineração da cidade, e depois você entra numa mina real, a única da cidade que oferece segurança o suficiente pra visitar. Essa atração é legal também, vale a pena, mas se fosse pra escolher, eu ainda escolheria o Mystery Shack.

IMG_3819

Quanto tempo leva o passeio em Calico? Se você não entrar em nenhuma vendinha, e tirar poucas fotos, em uma hora você faz a cidade. Eu, que gosto de entrar em todas as vendinhas, olhar tudo com carinho, e ainda com as duas atrações, levei duas horas e meia em Calico!

IMG_3754

Nós nos programamos para almoçar lá, mas na hora do almoço descobrimos que dois ônibus cheios de turistas haviam reservado todas as mesas do restaurante principal, então acabamos almoçando na estrada. Por sorte, há uma cidade pertinho de Calico, e lá há Mc Donalds, Subway dentre outros. Acabamos almoçando em um restaurante local, Peggy Sue’s 50’s Dinner, que, como o próprio nome diz, tem o design bem anos 50! A comida não era nada extraordinária, mas estava gostosa e o restaurante é fofo e cheio de locais!

IMG_3823

Então, se for de carro de L.A. para Vegas ou vice e versa, não deixe de parar em Calico, vale a pena!

Los Angeles: finalmente, meu pezinho no pacífico…

Oi gente! Como estamos? Hoje vou falar um pouquinho sobre Los Angeles, cidade que eu tive a oportunidade de conhecer bem pouquinho! Na nossa viagem para Las Vegas, fizemos uma viagem de carro até Los Angeles, e dormimos duas noites lá. Como chegamos a tarde, e fomos embora cedinho, tivemos um dia e meio em L.A. E hoje vou contar aqui tudo que fizemos em um dia e meio!

Primeiro, Los Angeles é uma loucura! É uma cidade enorme, a sensação que dá é que cada bairro é uma cidade diferente, pois são todos muito diferentes! E o trânsito é bem caótico! Conseguimos fazer quase tudo que programamos, mas o trânsito dá uma atrapalhada, e os pontos turísticos são longe um do outro, então isso é algo que temos que levar em consideração ao planejar uma viagem para Los Angeles!

Como no caminho entre Las Vegas e Los Angeles nós paramos na cidade fantasma Calico (que depois vou falar sobre em um outro post), chegamos em Los Angeles por volta de 16h da tarde. Resolvemos incluir nesse dia um outlet e foi uma ideia bem legal! Rapidinho achei no Google um outlet em L.A. chamado Citadel e fomos para lá. Resultado: sem esperar muito, amamos esse outlet! Achei ele bem melhor que o de Las Vegas. A taxa é pior em L.A., mas eu gostei das promoções e do tipo de roupas que tinha lá! Realmente não deixou a desejar! Mas como outlet não era nossa prioridade, ficamos umas três horinhas e depois fomos fazer check in no hotel.

Ficamos hospedados perto da calçada da fama, no Holiday Inn Express Hotel & Suites Hollywood Walk of Fame, que foi o pior hotel da nossa viagem! Assim, hotel em Los Angeles é super caro, tipo Nova York, então procuramos um desses três estrelas de rede. Não foi exatamente ruim, dá pra ficar lá de novo, a cama é confortável e o café da manhã tem bastante opção. A localização é boa, mas é um pouco deserto o caminho até a calçada da Fama, e o fato é que de tudo que eu vi em Los Angeles, o que eu menos gostei foi a calçada da fama! Então se eu fosse passar mais dias lá, gostaria de ter ficado em outra localização, tipo Santa Monica.

IMG_3837

Depois do check in, fomos então conhecer a Calçada da Fama, que eu já adiantei pra vocês que foi o que menos curti. Claro que se você não conhece Hollywood, tem que ir lá né?? É tipo ir a Paris e não ver a torre! Mas honestamente, é apenas uma calçada. Claro que tem umas estrelas que você vai querer tirar foto, mas não dá pra perder muito tempo lá. O teatro chinês mesmo, eu achei bem sem graça e tinha um povo meio estranho por lá.. nem tirei muitas fotos.. Jantamos no Hard Rock Café, que eu adoro sempre!

IMG_3852

No segundo dia, saímos cedo para ir conhecer Beverly Hills, o bairro mais chique de Los Angeles, onde vários artistas moram! O bairro é bem bonito, arborizado e tiramos uma foto com a placa da entrada do bairro! Programa bem turistão, mas legal!

IMG_3874

Depois fomos na Rodeo Drive, que é a rua que tem as lojas mais chiques! Estacionamos lá perto e depois fomos andando até a rua e ficamos curtindo as vitrines, olhando os carrões que passavam, tomamos um sorvete! E vimos o hotel onde foi filmado o filme Uma Linda Mulher. Estacionar lá perto é uma missão! Ficamos uma meia hora rodando e todos os locais em que tinha a plaquinha verdinha (que autoriza estacionar) estavam ocupados! Mas no fim deu certo, umas três ruas acima da certa..

IMG_3899

Depois pegamos o carro rumo as praias Venice e Santa Monica! Elas são mais distantes de Beverly Hills e da Rodeo Drive, principalmente considerando o trânsito. Mas apesar do trânsito, é legal ir passeando por Los Angeles a toa! O dia estava lindo, um sol gostoso, o céu azul e a gente de férias! Quer coisa melhor??? Então lá fomos nós!

IMG_3917

Chegando perto do pacífico! Aeeeeee!

Bom, fomos primeiro em Venice, porque queríamos almoçar em Santa Monica, então sabíamos que ia demorar mais por lá, daí fomos logo no que seria mais rápido! A praia de Venice é conhecida por ser mais hipponga, por ter artistas de tudo quanto é tipo.. e de fato, ela tem uma vibe mais light e gente de tudo quanto é jeito! Gostei muito de Venice! Demos só uma voltinha por lá, mas vimos o comércio, vimos a academia onde o Arnold Schwarzenegger malhava nos anos 80, vimos uma galera de verde vendendo maconha para fins medicinais! Enfim, um passeio diferente mas bem divertido!

IMG_3922

Chegando a Venice Beach

IMG_3933

Academia do Schwarzenegger

Ah, em Venice tivemos dificuldade de estacionar.. tudo é pago, e tipo 10, 20 dólares! Como demos uma voltinha de 10 minutos, quando voltamos o rapaz não cobrou o estacionamento, mas foi uma sorte danada, não conte com isso! Já em Santa Monica paramos em um estacionamento coberto que ficava mais ou menos uma rua atrás da rua que passa pelo Pier. Não me lembro quanto pagamos, mas lembro que era um preço bem justo!! O pier tem estacionamento, mas estava lotado quando passamos, daí não nos deixaram estacionar lá. Quando fomos embora, ele já estava aberto. Não sei dizer se é pago ou gratuito..

IMG_3939

Eu amei conhecer o Pier de Santa Monica! Não sei dizer ao certo se foi meu passeio favorito em L.A., porque eu adorei o que fiz logo em seguida (já já conto!), porém foi divertido, o dia estava maravilhoso, a praia com uma vibe incrível! Deu vontade de estender minha canga e ficar por lá mesmo!!! E claro que eu coloquei meu pezinho no pacífico né?!? E olha, é frio, mas achei mais tranquilo que nadar no RJ! hehehe… Almoçamos no Bubba Gump! Já é a terceira vez que vou a Bubba Gump, e eu adoro o clima e a decoração do restaurante, mas a comida mesmo, nunca é a minha favorita! Mas dessa vez eu pedi um prato que amei! Valeu esse almocinho na beira da praia..

IMG_3959

Meu peixe no Bubba Gump! Tava muito bom!

IMG_3989

Pacífico! Yesssssss!

Após o passeio maravilhoso, fomos cumprir nosso roteiro! A meta era ir em algum lugar que pudéssemos chegar o mais perto possível para uma boa foto da placa de Hollywood! E aí foi que o trânsito horroroso de Los Angeles nos enrolou! Eu tinha lido na internet que o lugar que se tirava a melhor foto da placa era um lugar chamado Sunset Ranch! Colocamos o endereço no Waze e lá fomos nós! O detalhe que eu não tinha lido na internet, era que o Sunset Ranch fechava às 17h! E nós chegamos lá às 17h15! Pensa na minha tristeza! Quem prepara e planeja tanto as viagens, acaba sofrendo um pouquinho quando não dá pra fazer tudo do roteiro né?!? Então paramos o carro no bairo que dá no Sunset Ranch e tiramos uma foto de lá. Sinto que não foi a melhor foto, mas deu pro gasto! E esse bairro foi o que eu mais gostei em L.A. Beverly Hills é lindo, mas é muito glamour. Esse bairro (que é onde fica também o Griffith Observatory) parece ser mais exclusivo, sabe? Curti demais!

IMG_3996

Bom, após a foto com a placa, fomos ao Griffith Observatory. A meta era pegar o pôr do sol e a noite, pra conseguir ver Los Angeles inteira bem iluminada! Esse foi o passeio que concorre com o pier de Santa Monica! Foi muito legal ir ao Griffith (que é gratuito!)

IMG_4019

Mas gente, olha só, o tal do Griffith Observatory – que é um observatório, com atrações legais como o Pêndulo de Foucalt e um telescópio bem grande (que a gente pode ver e de graça!) – é simplesmente lotado! Ele fica em cima deu uma colina e é muito difícil conseguir vaga perto! Então prepare-se para largar o carro lá embaixo e andar (subir) bastante a pé! Nós rodamos muito e muito mesmo e aí finalmente conseguimos uma vaga pertinho, mas eu já estava ficando nervosa! Hehehe..

IMG_4022

Bom, lá de cima a gente vê Los Angeles inteira e realmente é inegável que é uma vista maravilhosa!!!! E pegamos o pôr do sol e depois a cidade toda iluminada! Eu não deixaria de fazer esse passeio, e se eu for um dia a L.A. novamente, é bem possível que eu vá querer repetir!

IMG_4027

Por último, para terminar um ótimo dia, fomos ao Farmer’s Market! O Farmer’s Market é tipo o mercado central de São Paulo, um lugar cheio de coisas bem legais! Quando chegamos lá já era 21h, que era o horário que o mercado fechava! Deu pra ver bastante coisa, mas o que ainda tinha pra comer não agradou muito a gente (tava tipo fim de feira mesmo hehe). Do lado do Farmer’s Market, tem tipo um shopping a céu aberto, o The Grove! É super lindo lá também, eu adorei! Aí nós passeamos e depois jantamos em um dos restaurantes de lá, o Wood Ranch BBQ & Grill. Lá no The Grove também tem Cheesecake Factory, que eu amo! Mas como tínhamos ido em Las Vegas dois dias antes em um, acabamos optando por algo diferente! Gostamos muito do Wood Ranch. Comida estilo Outback, com carnes bem gostosas!

IMG_4033

E assim terminou o nosso tour por L.A.! Adorei conhecer essa cidade grande, cheia de nuances! Com certeza quero voltar para conhecer um pouco mais! E vocês, curtiram L.A.?

IMG_3867

Las Vegas: onde se hospedar?

Fala galera,

Estão de malas prontas pra Las Vegas? Eu voltei de lá de março e confesso que é um daqueles destinos que eu pretendo voltar! Quem sabe pra renovar meus votos quando tiver uns dez anos de casada..

Hoje vou falar um pouco sobre hospedagem em Las Vegas. Está com medo de embarcar por causa do dólar alto??? Meu amigo, Las Vegas é uma bela opção! Nova York e Los Angeles são destinos bem mais caros em termos de hospedagem! Las Vegas tem de tudo!

Explico: A maior parte dos hotéis que queremos ficar concentra-se na Strip, a rua principal de Las Vegas. Lá é sem dúvida o melhor local para se hospedar. No entanto, eu observei que os americanos (aqueles que parecem estar passando férias sem esbanjar, sabe?) se hospedam também na Freemont, a antiga rua principal de Las Vegas (e que é muito legal também!). Lá na Freemont os hotéis são bem mais em conta, porém, para ir pra Strip, é preciso pegar ônibus (20 dólares por 3 dias). A Freemont tem muita diversão também e pode ser considerada uma opção sem medo de ser feliz! (Em outro post, falo mais sobre a Freemont Experience)

IMG-20160322-WA0096

Freemont

Mas, se você quer ficar na Strip, porque é lá que o burburinho acontece, tudo bem, ainda assim você tem muitas opções!!! Opções de 1 a 5 estrelas! Alguns hoteis mais antigos (LINQ, Harrah’s, Baileys, etc) e até mesmo lá no fim da rua, perto do chiquérrimo Mandalay Bay, tem um motel americano (daqueles de filme), pra quem tiver com o orçamento beeeeem apertado!

IMG_4138

Enfim, onde eu fiquei hospedada? Como eu fiz Las Vegas no início e no fim da viagem, e enfiei no meio Los Angeles e Grand Canyon, fiquei hospedada em dois hotéis diferentes em Vegas. Primeiro, queríamos ficar em um que fosse temático, pra ver a sensação. Escolhemos o Venetian, que não é dos mais baratos, mas se você puder gastar um pouquinho, eu achei ele maravilhoso!!! O quarto é muito confortável, com uma cama enorme, tem uma ante sala, o banheiro tem penteadeira, televisão pra ver da banheira, box além de banheira… e a estrututa do hotel é incrível! Tem um shopping enorme dentro dele, o The Grand Canal Shops, que é lindo, e tem opções excelentes de alimentação. Fomos no Johnny Rocket na praça de alimentação comer um sandubão e também fomos no Buddy V’s, o restaurante italiano do Cake Boss, e tudo delicioso! Enfim, esse foi meu favorito!

IMG_3290

The Grand Canal Shops no Venetian

IMG_3305

Ante sala do quarto no Venetian

IMG_3307

Um lado do banheiro..

Mas no fim da viagem, nos hospedamos no Trump, que também é um cinco estrelas, mas com preço melhor que o Venetian. Não é a primeira vez que ficamos no hotel do Trump, a gente tinha adorado o de Miami! Então, já conhecendo a rede, resolvemos ficar lá dessa vez. O hotel não tem aquela estrutura do Venetian, até porque ele não tem cassino. Ou seja, ele é um hotel como outro qualquer e ponto.Tem um restaurante lindo, mas não comemos lá. O hotel fica um pouco mais longe da Strip, mas é bem pouco que se anda. E do lado do Trump tem um shopping center beeeem bacana, o Fashion Show! Nós fomos lá duas vezes! O quarto do hotel é muito bom também: também tinha uma ante sala, a cama grande e confortável, o banheiro enorme, com TV pra ver da banheira. A banheira enorme, maior que a do Venetian. E apesar de eu ter gostado mais do Venetian, devo dizer que o atendimento do Trump foi impecável! Todo dia deixavam duas águas mineirais pequenas de brinde para nós; todos os dias trocavam o shampoo, condicionador e creme hidratante deles que usávamos. O hotel tem uma vã que leva até o Wynn, até o Ceasar’s ou até o Outlet Premium North de graça. Enfim, no fim das contas, também foi bem vantajoso ficar lá!

IMG-20160322-WA0083

Entrada do Trump

IMG-20160322-WA0074

No hall de entrada do Trump..

E os outros hotéis? Bom, apesar de eu não ter uma opinião sobre o quarto ou serviços, posso dizer que alguns hotéis eu ainda gostaria de me hospedar numa próxima ida a Las Vegas: o Wynn foi o hotel mais bonito e provavelmente é mais chique que qualquer outro.. o Cosmopolitan parece beeeem legal (principalmente se você está indo solteiro, ou de galera).. o Ceasar’s também parece ser do nível do Venetian! E o Mandalay Bay também me chamou bastante a atenção!

IMG_3518

Wynn, lindo demais!!!

Em uma coisa, achei que erramos nas escolhas do nosso hotel. Eles ficavam relativamente perto um do outro! Acho que se você tiver que escolher um hotel para ficar em Las Vegas, seria bom escolher um no meio da strip (como o Ceasar’s, o Paris Paris, o New York – sendo que esses dois últimos são 4 estrelas, salvo engano), mas se você for ficar hospedado em dois hotéis, pode escolher um em cada ponta, assim você deixa pra conhecer metade da strip em uma estadia e a outra metade na outra. Boas opções pra casar são o Trump e o Mandalay Bay. Ou o Wynn/Encore junto com o Aria/Vdara.

IMG-20160319-WA0087

A pirâmide do Luxor por dentro. Ele é mais antigo, mas deve ser interessante saber que você está dormindo em uma pirâmide. Olha lá atrás as portas dos quartos..

Enfim, opções não faltam! Ah, e se tem algum que eu não recomendo? Olha, peço até desculpas porque estou quebrando uma tradição para algumas pessoas, mas eu não me hospedaria no Bellagio! Acho que por ser tão tradicional, achei ele lotado demais! O hall onde se faz o check in estava com uma fila de três voltas de gente com malas esperando pra fazer o check in! Além disso, ele é um pouco mais antigo que os outros 5 estrelas! Claro que o ponto positivo é a sua localização, mas, para mim, ele não seria uma opção!

IMG_3652

As famosas fontes do Bellagio..

É isso aí gente, espero ter ajudado vocês! O fato é que Las Vegas é um destino incrível! Não deixem de fazer essa viagem!

A loucura de Las Vegas!

IMG_4122

Fala galera,

Em março fizemos outra viagem, fomos passar 10 dias em Vegas! Na verdade,  passamos primeiro 3 dias lá,  depois 2 dias em Los Angeles,  depois 1 dia no Grand Canyon e finalmente mais 4 dias em Vegas. Assim, tenho muitas novidades pra contar!  Hoje vou iniciar falando sobre algumas impressões iniciais e dúvidas que eu tirei sobre Vegas e também algumas dicas!

IMG_4151

Importante: carro ou ônibus?  Para responder essa pergunta,  eu te faço outra: em qual hotel você vai ficar? Eu fiquei sem carro durante a minha estadia em Vegas e achei bom e ruim! Explico: muitos dos passeios consistem em andar (e muito!) dentro dos complexos hoteleiros! Então,  dependendo do hotel que você for ficar,  dá pra fazer a pé metade da strip (a rua principal de LV) e para a outra metade você pega o ônibus!  Mas se você optar por ficar em um hotel mais distante (como o Circus Circus e os da Freemont), talvez seja bom considerar o carro. O ônibus de Las Vegas realmente passa por quase todos os pontos que a gente quer conhecer,  mas é preciso levar em consideração que ele demora de 15 a 20 minutos pra chegar e as vezes demora mais de meia hora pra andar a rua toda,  que é bem engarrafada! Mas se você for ficar de ônibus mesmo, compre o passe de 3 dias por 20 dólares!  Dois lugares que eu visitei que não dá pra ir de ônibus: the Arroyo Market Square e a oficina do programa Loucos por Carros (kounts custom); para esses pedimos Uber e foi tudo ótimo! Falo sobre eles em outro post depois!

IMG_4363

Jantar em Las Vegas: dica boa, anota aí: após as 22:30 fica mais difícil jantar! Várias vezes fomos querer jantar após esse horário e a cozinha dos restaurantes que queríamos já estava fechada! Alguns restaurantes não têm esse problema, mas é bom ter isso em mente!

IMG_4106

Compre um chip!  Das nossas viagens internacionais,  foi a primeira vez que decidimos comprar um chip e foi ótimo! Compramos da EasySim4you e demorou umas duas semanas pra chegar, mas foi ótimo usar lá!  Quando queríamos ver algo no Google maps, ou em algum site de algum restaurante ou loja, ou pedir um uber, facilitou muito!  Compramos só um chip, mas ainda compartilhamos o wifi, então foi beleza!

Que roupa usar em Las Vegas? A gente sempre tem essa dúvida quanto a Las Vegas né? A gente acha que é super chique, por ter cassinos e baladas… mas Las Vegas é a cidade mais louca que eu já vi e tem gente de tudo quanto é jeito! Gente de biquini e roupão dentro dos cassinos, gente de bermuda e havaianas, gente com moletom, até gente com lençol amarrado no corpo eu vi (juro!)… Gente mais arrumada mesmo, eu confesso que vi pouco e mais de noite.. Então, pode usar o seu estilo lá tranquilamente, seja ele qual for! Meu conselho é andar de tênis mesmo (que é o que eu faço na maioria das viagens em que preciso andar muito), e se voltar pro hotel antes de uma balada ou jantar, aí você deixa pra usar o sapato nessa hora..

IMG_3687

conforto em primeiro lugar!

Quanto de grana levar? É claro que essa resposta depende muito do padrão de cada um, do que as pessoas gostam de  fazer, etc.. Mas de uma forma geral, eu achei Las Vegas menos cara do que pensei. Claro que se você quiser ir a restaurantes de chefs renomados, vai precisar desembolsar mais. Mas para ir nas franquias americanas, ou nos restaurantes menos conhecidos dentro dos hotéis (que são bons também!), não precisa de tanto dinheiro! Eu ainda acho Nova York mais cara que Las Vegas..

No mais, prepare-se para se divertir muito, para dar boas risadas, para ter momentos inesquecíveis! O que acontece em Vegas, fica em Vegas? Aqui não fica não, eu vou contar tudo pra vocês nos próximos posts!

IMG-20160322-WA0087

 Dica bônus: se ainda faltam muitos meses para a sua viagem e você é do tipo que adora um joguinho no celular, baixe o jogo MyVegas. Tem a opção de jogar blackjack ou de jogar slots (as máquinas), eu optei pelos slots. Quanto mais fichinhas douradas você acumula, você tem mais chances de trocar por um prêmio de verdade em Vegas! Nós ganhamos ingressos do Cirque du Soleil para o Zarkana e o Love Beatles (tivemos que pagar só as taxas e o outro ingresso, porque era “na compra de 2, pague 1”). Mas não é muito fácil ganhar os tais pontos.. eu dedicava uma meia hora por dia e passei três meses jogando. Mas se ainda faltam muitos meses para a sua viagem, você pode conseguir prêmios bem legais, como buffets e diárias! Se falta só um mês, contente-se com um sorvete..hehehe

One World Observatory

Bom dia gente,

Me desculpem, estou super relapsa com o blog! Mas realmente, ando trabalhando muito e estudando mais e mais..

Hoje vou falar um pouco sobre a minha visita inédita ao One World Observatory. Eu já fiz um post aqui sobre como foi minha visita em 2013 ao Memorial World Trade Center! Muita coisa mudou de lá pra cá.. afinal, Nova York é a cidade que nunca dorme.. E hoje em dia o Memorial é aberto ao público. Sim, você pode ir de graça na praça onde ficavam as duas torres gêmeas e onde hoje ficam aquelas “piscinas” que contemplam o nome de todas as vítimas da tragédia do 11 de setembro. Vale bem a pena visitar! A praça tá lindinha e eu sempre acho emocionante ver tudo aquilo ali e poder refletir sobre nosso breve espaço de tempo nesse mundão. A entrada para o Museu é paga (esse eu deixei pra próxima) e também a entrada para o One World Observatory.

onew

Dessa vez pudemos ir ao One World. Pirada numa vista do jeito que sou, assim que fiquei sabendo que estavam abertas as visitas ao observatório, eu já fui no site e reservei o meu dia! Mas eu nem sei se é necessário mesmo comprar online com antecedência, vi algumas pessoas comentando em um grupo no Facebook que é bem tranquilo chegar lá e agendar! E também não procurei saber quanto custava na hora, mas sei que com alguns meses de antecedência paguei 64$ por dois ingressos com hora marcada. Existem outras opções de compra no site, pra poder ir sem hora marcada.

Quanto ao observatório, foi uma visita bem legal! A organização e principalmente a interação são de alto nível! Nada de filas longas e o elevador pra subir é muito massa! O elevador é todo interativo, você sobe assistindo a um vídeo, e nem tem graça eu dar mais detalhes né? Só sei que adorei!

oneww

Quanto à vista, claro que Nova York é Nova York e a cidade é linda vista de cima! Como o observatório está perto das pontes, eu gostei muito dessa parte! Mas eu já tive a oportunidade de subir no observatório do Empire State e do Rockefeller Center (Top of the Rock) e o meu favorito ainda é o Top of the Rock!

Enfim, acho que vale a visita, vale a vista, vale pela interação, mas se você só tem grana pra escolher um deles, opte pelo Top of The Rock!

Lisboa, muito boa!

Bom dia galera!

Vamos falar sobre Lisboa hoje?

Vista do Castelo de São Jorge do alto do Elevador da Justa

Vista do Castelo de São Jorge do alto do Elevador da Justa. A foto de celular não faz jus à beleza real!

Não sei se já mencionei aqui antes, mas não era minha intenção conhecer Lisboa! Óbvio que eu pensava em conhecer Lisboa – e Portugal, um dia! Mas a minha ideia inicial para a minha viagem feita em março de 2015 era conhecer bastante da Itália. Acabou que na hora de fazer o planejamento de uma primeira viagem para a Europa, eu quis muito incluir Paris. Foi tipo assim “ah, já que estamos indo pra Europa mesmo, vamos conhecer Paris também?” Aí ao comprarmos nossas passagens pela TAP, teríamos que passar quase uma tarde toda no aeroporto de Lisboa. Então, decidimos dormir uma noite lá, só para conhecer um pouquinho a terrinha portuguesa.

20150321_172808Praça do Comércio

Gente, foi a melhor coisa que fizemos! Na verdade, foi tão tão legal conhecer Lisboa, que eu queria mais! Eu quero mais! E espero conhecer melhor Lisboa e o resto de Portugal em alguma outra viagem! Pra ser bem sincera, eu achei Lisboa mais legal que Paris. Desculpa a comparação, e eu sei que gosto é gosto, mas tem sempre alguns lugares que a gente gosta mais né?

Paço

Paço

Então um pouquinho das minhas impressões sobre Lisboa. Primeiro, chegamos às 15h, então até que fomos para o hotel, fizemos check in, já era quase fim de tarde. Aí eu queria muito conhecer o Oceanário, mas nessa viagem não rolou. Na verdade, como tivemos apenas uma tarde, uma noite e uma manhã em Lisboa, optamos por passear ao ar livre e não conseguimos entrar em nenhuma atração, exceto o elevador da Justa.

A Rua Augusta, bem movimentada!

A Rua Augusta, bem movimentada!

A primeira coisa que fizemos foi pegar um metrô do hotel até perto do Elevador da Justa. Andamos pela Praça Dom Pedro IV ou Praça Rossio, e fomos caminhando pela Rua Augusta e pelas duas ruas paralelas à Augusta: A Rua da Prata e Rua do Ouro. Todas movimentadíssimas, com gente jovem, famílias, artistas de rua, o máximo!! Tem até uns barzinhos de rua assim, bem parecidos com Brasil, sabe? Subimos o elevador, e aí eu devo dizer que a fila estava beeeeeem longa! Mas achei que a vista lá de cima compensa! Eu não pagaria de novo (5 euros para entrar) mas como primeira visita à Lisboa, achei que valeu muito à pena! Não tenho boas fotos porque já estava de noite quando subimos e infelizmente eu estava só com celular, sem máquina!

Praça Rossio vista do elevador da Justa!

Praça Rossio vista do elevador da Justa!

Após subirmos no elevador, optamos por não descer e continuar andando lá por cima até chegar no Bairro Alto. Que bairro encantador! Barzinhos e até mesmo um shopping ligam a Baixa ao Bairro Alto! E tudo movimentado e vivo! Aliás, o clima estava perfeito em Lisboa, 17º! Depois descemos andando pelas ruas até chegar na Rua Augusta novamente, e aí caminhamos até chegar à Praça do Comércio e poder ver o mar do terreiro do Paço! Mais um local agradável, cheio de cantores, músicos e gente jovem! Na verdade, vimos o Paço antes de subir ao elevador, e depois que subimos voltamos para lá de novo! E terminamos a noite num barzinho na rua Augusta comendo bacalhau e paella!

Paella na Rua Augusta!

Paella na Rua Augusta!

No dia seguinte, nós tínhamos até as 11h30 da manhã para passearmos. Depois deveríamos fazer check out do hotel e ir para o aeroporto! Pensamos em ir conhecer por fora a Torre de Belém e o Monsteiro dos Jerónimos. Infelizmente não haveria tempo para conhecer os dois por dentro! Infelizmente para essa viagem, e felizmente para uma próxima que ainda há de acontecer! A ideia era pegar o metrô de novo até a Praça do Comércio e de lá pegar um ônibus até a torre.

20150322_100241

Já no hotel observamos que Lisboa estava cheia de maratonistas. E quando fomos pegar o metrô, vimos que realmente iria ter uma corrida em algum lugar. Daí conseguimos pegar o metrô até a Praça do Comércio, mas quem disse que passava ônibus lá? Nós e um monte de gente na parada e nada! Aí eu com medo de não conseguir fazer nada naquela manhã, então o Guilherme falou “Ah, vamos andando e aí a gente vê se acha um ônibus ou um taxi no caminho”. Andamos um pouco e resolvemos pegar um taxi. Aí o taxista nos disse que quase não havia ônibus por causa da corrida. Seria a 26ª Meia Maratona de Lisboa, que se iniciaria na Ponte 25 de abril e percorreria toda a rua principal (que eu não me lembro o nome) que fica onde estão o Mosteiro, a Torre e o Monumento do Descobrimento. Então a nossa sorte foi pegar um taxi, porque jamais chegaríamos lá de ônibus. (Fora que os taxistas de Lisboa são super honestos, corretos e gente boa! Depois conto mais..)

foto clichê, mas que toda vez que eu vejo me faz sorrir!

foto clichê, mas que toda vez que eu vejo me faz sorrir!

Chegamos ao Padrão do Descobrimento, um monumento muito lindo que fica na beira mar, perto da Torre de Belem. É maior do que eu pensava, e rende belas fotos! Achei o máximo o mapa mundi no chão com todas as colônias de Portugal. Adorei mesmo! Nesse momento eu já estava agradecida por Portugal ter colonizado o Brasil, porque achei Lisboa e os lisboetas o máximo! hahaha…

20150322_102241

Caminhamos até a Torre e eu fui logo tocar o mar! Tava um dia tão lindo, que eu estava doida pra tocar aquele mar geladinho! Eu nem sou muito de curtir um marzão, mas acho que o primeiro pé ou mão na água dá aquela fortalecida na gente, sabe? Um ânimo a mais pra agradecer! A torre também é linda e fiquei só na vontade de conhecê-la por dentro! Atravessamos uma passarela por baixo da rua e chegamos ao Mosteiro! Adorei! Bem grande e com um jardim lindo que rendeu boas fotos! Pertinho dali, a famosa Pastelaria de Belém.

20150322_102520

Eu nunca fui fã de pastel de Belém, mas pensei: “Bom, se é o mais famoso do mundo, eu acho que devo provar!” Graças a Deus que eu provei aquele pastel de Belém! De todas as coisas da viagem que eram famosas, aquela foi a que mais fez jus à fama! Maravilhoso! Comi dois querendo mais! e aí era hora de irmos pro hotel e nos despedirmos de Lisboa. Vou contar porque achei os taxistas super corretos lá! Pegamos um táxi para voltar até o hotel, e quando entramos, vi que o taxista não ligou o taxímetro. Fiquei meio na dúvida se falava pra ele ligar, porque né? Outro país.. vai que tem alguma regra que eu não sei… Mas depois de alguns minutos eu fiquei tensa, pensando “esse taxista deve ser tipo os do Rio, que não ligam o taxímetro e cobram uma fortuna do turista!” (Me desculpem os taxistas do Rio, mas comigo quase sempre foi assim..) Só que depois ele reparou que não tinha ligado o taxímetro e ficou super chateado! No fim, pediu mil desculpas e perguntou se era OK cobrar uns 2 euros a mais, que era o que ele achava que o trecho percorrido daria! E sinceramente? Eu acho que daria até um pouco mais..

20150322_103847Mosteiro dos Jerónimos

Mas enfim, achei interessante trazer esse relato! Mas após a corrida, voltamos para o hotel e fomos para o aeroporto! Esqueci de dizer que no dia anterior, quando viemos do aeroporto, pegamos um ônibus daqueles franqueados na porta do aeroporto. E aí já pagamos a ida e a volta. Então, após sair do hotel, fomos para o ponto em que ele passaria e esperamos por lá!

20150322_105004

Não sei como terminar esse post, mas acho que é porque Lisboa ainda tem um gostinho de que não terminou pra mim, um gostinho de quero mais.. Espero que vocês possam aproveitar Lisboa mais do que eu aproveitei!