Pisa e a famosa torre!

Oi gente,

Nossa, tô terrível né? Primeiro fiquei super empolgada pra fazer o blog, e agora faz mais de um mês que não entro aqui.. me desculpem pela ausência, mas estou focada nos estudos e no trabalho.. então ando bem sem tempo pra vir por aqui.. hoje surgiu uma meia horinha no fim do expediente e eu vou tentar escrever um pouquinho sobre minha ida a Pisa.

Chegando a Pisa, olha lá a torre toda tortinha..hehehe

Chegando a Pisa, olha lá a torre toda tortinha..hehehe

Bom, fomos a Pisa durante a estadia em Florença e quase deu tudo errado, mas no fim deu tudo certo! O motivo eu já contei aqui, a greve da Trenitalia! Eu havia imaginado que pegaríamos o trem para Pisa umas 8h30 da manhã (mas deixamos pra comprar na hora) pra chegar lá no máximo 10h e ter duas horas pra tirar bastante foto da torre e da Basílica ao lado, e para subir na torre.

Linda e torta!

Linda e torta!

Acabamos pegando o trem super atrasados, por sorte dele ter aparecido no meio da greve, chegamos lá quase meio dia e eu havia comprado pela internet o horário para subir na torre às 11h. Mesmo o pessoal da Torre avisando no ticket que atrasos que não fossem causados por eles mesmos não seriam tolerados, eles toleraram nosso atraso quando falamos que foi por causa da greve da Trenitalia e conseguimos subir na torre! UFA!

A vista da torre!

A vista da torre!

Para subir foi bem tranquilo. Compramos os ingressos online aqui, e eles só abrem com 20 dias de antecedência, então foram os últimos ingressos que comprei online para a minha viagem. Chegando lá, é necessário deixar bolsas e mochilas no guarda-volumes deles, que é de graça e eles te orientam direitinho onde é (e é bem próximo, logo atrás de um jardim atrás da torre). Sobe um grupo de poucas pessoas por vez e eu adorei subir a torre de Pisa e super recomendo. É super divertido e como vocês podem ver nas fotos, a torre vai jogando a gente de um lado pra outro ao longo da subida, e tanto que a gente acaba “se arrastando” pela parede e com isso a parede é toda mais escura na parte onde a galera arrasta.. engraçado né? Lá em cima, eles nivelaram pra gente conseguir andar por todos os lados e tirar fotos da cidade toda.. A vista não é das mais bonitas de uma viagem à Itália, mas honestamente? Que me importa! É a Torre de Pisa e eu subi nela!!!

Olha a parede toda escura onde a gente sai arrastando..

Olha a parede toda escura onde a gente sai arrastando..

Bom, depois que descemos paramos pra tirar as famosas fotos segurando a torre, e fotos com a Basílica e Campanário… tinha muita gente tirando foto! Apesar do stress com a Trenitalia, eu achei o passeio super divertido e recompensador! Optamos por não pagar para ir às outras atrações, porque queríamos chegar em Florença a tempo de ver o Davi de Michelângelo na Galleria Uffizi (conforme postagem anterior).

Demos uma caminhada, curtimos uma feirinha que estava rolando lá.. e almoçamos em um café só um lanche mais rápido mesmo.. Depois erramos novamente tentando comprar ingresso para a Trenitalia (eu pensei que daria certo porque de manhã apesar da demora o trem chegou). Mas o fato é que não estava mais chegando trem algum a Pisa e gastamos com o trem, mas tivemos que gastar novamente e voltar de ônibus.

Tudo certo afinal e mais um dia para agradecer a Deus!

Tudo certo afinal e mais um dia para agradecer a Deus!

Aproveito para falar como foi pegar ônibus interestadual.. foi uma experiência bem tranquila na verdade! Dormimos praticamente a viagem toda, até porque como não tínhamos bagagens pra vigiar, ficamos tranquilos para relaxar.. o ruim foi só que entrou um cara que fedia muito a cigarro e sentou na nossa frente! Nossa, um cheiro horroroso, mas mudamos de lugar e melhorou e aí foi bem tranquilo.. O ônibus desceu na estação de trem mesmo de Florença, a Santa Maria Novella, então tudo certo afinal! Foi mais um dia legal da viagem, apesar do perrengue, até porque perrengues de viagem também fazem uma viagem né?

Anúncios

Perrengues de viagem: minha (péssima) experiência com a Trenitália!

Olá gente,

Antes de começar a falar sobre Florença, eu queria falar um pouco sobre a minha péssima experiência com a Trenitália! Eu queria poder dizer a vocês que foi tudo lindo, que deu tudo certo, mas as coisas não funcionam bem assim né? Graças a Deus os perrengues da minha viagem foram bem light, mas a Trenitalia me fez passar uma raivinha!!!

Primeiro, comprei a maioria dos percursos de trem antes pela internet no site da Trenitalia, como já expliquei aqui que foi bem tranquilo. Três percursos de trem (ida e volta) comprei na hora pois não vendia online. Dois foram na verdade pela empresa de trem Circumvesuviana, para ir de Nápoles até Pompéia e depois de Pompéia até Sorrento e no dia seguinte de Sorrento até Nápoles. Foi super tranquilo, comprei nas estações, deu tudo certo, apesar de ter achado o trem bem capenga e de ter ficado em pé o percurso inteiro com as malas, porque mal havia onde sentar, quem dirá onde colocar malas. Já o percurso que comprei pela Trenitália foi Florença – Pisa e Pisa – Florença e foi o que me deu mais raiva!

A Trenitalia possui os seguintes tipos de trem: Intercity, FrecciaBianca, FrecciaRossa e FrecciaArgento. Eu andei nos quatro. O FrecciaArgento é o mais rápido. Por acaso, o percurso que fiz nele foi em classe executiva, pois era a passagem mais barata que tinha na época que comprei no site (na verdade, eu me atrasei na compra e perdi as passagens mais baratas). Nem preciso dizer que foi o melhor: mais rápido, mais espaçoso e dentro do horário. Já o FrecciaRossa achei um pouco melhor que os demais. Os demais são lentos e mais antigos. Todos tinham plug in, o que achei ótimo, pois pudemos carregar nossos celulares no trem.

Quanto ao bagageiro? Pfff.. muito, muito pequeno mesmo. O espaço é bom para mochilas e malas do estilo academia. Nós estávamos com uma mala pequena e uma média, mas as duas de rodinha, e tivemos que fazer muito esforço para as malas caberem em cima. No FrecciaBianca as duas couberam, nos demais trens tivemos que nos virar.. de uma forma geral, pegamos trens vazios, então algumas vezes deixamos as malas no lugar ao lado do nosso, ou deixamos as malas entre as poltronas que ficam de costas uma para a outra, num espaço improvisado. Enfim, não sei o que aconteceria se os trens estivessem lotados!

Quanto ao horário, tirando a vez que pegamos o FrecciaArgento, com TODOS os outros trens tivemos atrasos! Às vezes atrasos de 20 minutos!!! Em um dos trens ficamos quase 40 minutos lá dentro esperando, até que nos avisaram para pegar um outro trem que estava há dois binários de distância, saiu todo mundo correndo desesperado e quase perdemos o trem, que já estava de partida!

Daí para completar, no dia em que programei minha visita a Pisa, cheguei na estação para pegar o trem um pouco antes de 9h, comprei pela máquina os tickets, e quem disse que tinha trem?? Quando formos perguntar para o único atendente que achamos da Trenitália na estação, ele respondeu que não havia trens pois estavam de greve! Que alguns trens funcionariam e outros não, e que não havia informações sobre nada, que o negócio era desistir ou esperar! Por que vender as passagens na máquina se não há trens?? Perguntei se podia reaver o meu dinheiro, e ele disse que sim, só que somente no dia seguinte, quando a greve estaria acabada. Eu perguntei se tinha que ser naquela estação ou se poderia ser em outra (já que no dia seguinte iríamos para Veneza), e veja bem, ele disse que SIM. E essa informação é muito importante! Ele foi o primeiro atendente que me disse que eu poderia reaver o dinheiro em outra estação.

Porém, já estávamos procurando ônibus para ir até Pisa, achando que perderíamos o horário de subida na Torre (que eu havia agendado previamente online para 10:45), quando chega o trem! Isso mesmo, assim, sem mais nem menos, depois que muita gente já havia desistido de ir, chega o trem! Fomos para Pisa. Chegamos lá com uma hora de atraso, mas quando avisei que havia atrasado por causa da greve da Trenitalia, a moça da Torre deixou a gente subir mesmo assim! Ufa!

No início da tarde, após almoçar em Pisa, fomos ver como voltar para Florença. Fomos à Estação de trem e aí demos bobeira: resolvemos comprar o trem de volta pela máquina também. Compramos e depois quando fomos ver, sem previsão para trens! E aí de novo fomos perguntar pra moça da Trenitália, e ela disse que só poderíamos reaver o dinheiro no dia seguinte! Mais uma vez ela disse que poderíamos reaver o dinheiro em outra estação, já que não estaríamos em Pisa. Ah, o valor do trem era 8 euros para cada. Nada absurdo, mas era direito nosso!

Ok, pegamos um ônibus de Pisa para Florença e tudo certo. No dia seguinte tínhamos que ir de trem para Veneza, então fomos tentar reaver o dinheiro da volta de Pisa (já que o trem da manhã a gente tinha conseguido pegar, bastava tentar o da tarde)na estação de Florença. Pegamos a senha, ficamos esperando, e na hora de falar com um Sr lá da Trenitalia no guichê, ele foi super grosso, histérico, falou que não podia reaver o dinheiro porque a passagem era de Pisa, e ele não tinha como provar que eu não tinha pego o trem realmente!!! Falou que eu tinha que reaver lá em Pisa. Aí eu pensei “Nossa, quanta lógica. Agora eu vou pegar um trem para Pisa e gastar novamente 8 euros, para tentar reaver lá na estação de Pisa os 8 euros que eu perdi!!!!!” Tem lógica????? Eu disse a ele que dois funcionários da Trenitália me falaram que eu podia reaver o valor aonde quisesse, e ele ficou repetindo a mesma tecla (grosseiramente e praticamente me acusando de querer roubá-lo) que ele não podia me dar o valor de um trem que eu deveria pegar em Pisa lá na estação de Florença! Sabe o que tive que fazer para reaver meu dinheiro? Entrei novamente na fila com senha nova, e usei as passagens de manhã que partiam de Florença para Pisa (as que eu usei!) para reaver! E aí me deram o dinheiro! Burrice ou não da Trenitália?

Bom, a moral da história é que hoje em dia, se eu fosse para a Itália novamente para andar de trem, eu daria uma olhada se os trens da Ítalo não compensam. A empresa é privada, e no dia que tava todo mundo de greve na Trenitalia, tava todo mundo bonitinho da Ítalo trabalhando lá numa boa. Nada contra fazer greve, de jeito algum aliás, mas o mínimo de controle no funcionamento é bom né?? Se fosse um dia que eu tivesse que pegar um trem com bagagem porque estava trocando de cidade e de hotel, eu ia ficar totalmente irada!

Mas, como eu disse, foi um perrengue light! Só uma raiva mesmo, e nessas horas que a gente vê que não é só no Brasil que tem essas coisas né?? Vou tentar fazer uma reclamação pelo site da Trenitalia e depois conto aqui pra vocês se deu em alguma coisa! O próximo post, prometo, será sobre Florença. Depois de Roma, acho que foi a cidade que mais gostei da Itália! (e olha que a escolha é difícil, porque eu amei praticamente todas as cidades que visitei!) Então, arrivederci!

Pompeia e Sorrento e suas surpresas!

Buona sera!

Gente, ontem foi dia de visitar o Vaticano, mas eu preciso de mais tempo pra falar desse dia! Então vou comentar sobre hoje! Hoje o dia, segundo meu roteiro, seria para visitar Pompeia de manhã e Sorrento à tarde, dormindo em Sorrento, podendo o almoço ser onde fosse mais fácil dos dois. Hoje o roteiro deu bem certinho. Então vamos para os detalhes..

Primeiro, todos os trens da Trenitalia eu comprei com antecedência pelo site, por orientação de que seria mais barato. Assim, comprei o trem para sair da Estação Termini em Roma às 06:26 da manhã (pois fui fazendo mais ou menos como o Marcelo do Tô indo para a Itália). O ruim foi que nós passamos dias cansativos em Roma e tivemos que acordar 5:15 pra dar tempo de fazer check out do hotel, ir de malas para a Estação de metrô Re di Roma (a que era perto do nosso hotel), chegar até a Termini e lá pegar o trem! Depois da experiência,  digo que poderia ter comprado o trem para uma hora depois, e mais pro fim do post explico o porquê.

Sobre o trem da Trenitalia: comprando pela internet, (como já expliquei aqui antes), você não precisa convalidar o bilhete na estação. Para os demais trens, precisa, porque eles não vêm com o horário certo da sua viagem,  e você pode pegar o trem até mesmo do dia seguinte se quiser. Aí tem uma maquininha (fora do trem, ainda na estação) para convalidar o bilhete. Quando se compra na internet, como já se escolhe horário e assentos, não precisa. Bom, no meu trem passou um senhor da companhia perguntando pelos bilhetes. Se você estiver com um comprado la na estação sem convalidar, corre o risco de ser multado.

Continuando, o trem era para ir até Nápoles. Não há trens diretamente de Roma para Pompeia, porque são regiões diferentes. Já não é possível comprar trem da Trenitalia de Nápoles para Pompeia,  porque pega-se um trem regional. Nesse caso, chegando na Estação Napoli Central, tem que ir até os guichês da Estação Circumvesuviana que funcionam lá mesmo! É um pouco chatinho de achar, mas tem placa pra todo lado.

Minha opinião agora que peguei um trem Intercity da Trenitalia: foi super tranquilo. O trem era limpinho, confortável, e chegamos uns 10 minutinhos antes, então não foi corrido para entrar e colocar as bagagens… aliás, o espaço para bagagens é pequeno (eu já sabia e por isso trouxe uma mala pequena e uma média) mas tava vazio, então de boa! E o trem da Circumvesuviana? Bem diferente, parece um busão, cheio… sem espaços para malas, então fomos em pé com elas (Até porque até para a gente não tinha lugar pra sentar). Mas no fim deu tudo certo! Ah, lembrando que esse bilhete tivemos que convalidar, mas o trem era tão cheio, que ninguém passou cobrando!

Foram duas horas de Roma a Nápoles e depois mais uma meia hora de Nápoles a Pompeia. Lembrando que deve-se descer na Estação Pompei Scavi – Villa Misteri. É que há outra Estação de Pompeia,  bem mais longe, pois é para a Pompeia atual. Existe? Sim, acreditam? Eu jamais moraria perto do Vesuvio, ao lado de onde aconteceu uma grande tragédia, mas aparentemente neguinho não tem medo disso! E nao tem mesmo, porque se tivessem, jamais fariam todo o trabalho que fazem com Pompeia (a antiga)!

IMG_7459

Essa foi a surpresa com Pompeia!  Resolvemos alugar um audioguia (em Português do Brasil,  aeeeee) pra ver se entendíamos melhor! Daí o mais interessante é ver que os historiadores, arqueólogos, e outras profissões que possam estar relacionadas com isso, sacam de tudo! Pompeia é uma cidade que foi tomada pela ira do Vesúvio, mas é uma cidade, ou seja, é grande! E é toda em ruínas, tendo algumas partes mais devastadas e outras não, mas os profissionais que entendem do assunto sabem explicar com detalhes e pormenores o que tinha lá no século II a.C ou na época do Vulcão em 79 d.C.

IMG_7480

Isso é, na minha opinião, o maior tesouro de Pompeia. Mas, eu confesso que, se você não é historiador, arqueólogo, ou um estudante aficionado, umas duas a três horas são mais que suficientes pra visitar! É que é muito grande e a gente fica exausto e depois de um tempo passa a ser tudo um monte de ruina mesmo e pronto! Assim, começamos o passeio umas 10h e pouco e meio dia e meia terminamos. Almoçamos por lá mesmo, mas achei furada! Pizza cara e marromeno (num lugar chamado Suisse) e tem uma lojinha bonitinha perto, e eu achei que tava bombando porque comprei um Limoncello por 12 euros e balinhas de limão siciliano por 5 euros, só pra descobrir depois em Sorrento o Limoncello por 8,50 euros e as balas por 3!

Bom, após o almoço, compramos ingressos de Pompeia para Sorrento na Estação qe havíamos descido antes e logo o trem chegou (lotado como o anterior). Chegamos em Sorrento, e a cidade litorânea é mesmo a gracinha que todos falam! Chegamos antes das 15h, em alguns minutinhos fomos a pé da estação para o nosso hotel, descansamos uma  meia horinha e fomos conhecer a cidade! E por isso eu disse que podia ter dormido uma horinha a mais de manhã. Andamos a cidade toda até as 17h30, e voltamos pro hotel pra descansar até a hora de ir jantar… a cidade é linda linda, mas pequena e rapidinho a gente vê tudo! Me falaram pra dormir em Positano ao invés de Sorrento, mas eu já tinha fechado o hotel, então deixei como estava e não me arrependi! Ah, comi o melhor sorvete da Italia até então, no bar Pollio, que tem uma vitrine de doces incríveis. O sorvete era de torrone!

O mar de Sorrento!

O mar de Sorrento!

Bom, jantamos e posso terminar o post dizendo mais uma vez que estou satisfeita com Sorrento! Fomos jantar hoje num restaurante aqui perto da praça principal, o Zi’ntonio e acho que comi o melhor risoto de frutos do mar da minha vida! Além disso estou apaixonada pelos vinhos Chianti, e olha que ainda nem fui visitar a regiao! É isso aí, espero que tenham gostado!

Janta Zi'ntonio!

Janta Zi’ntonio!