Vaticano: sem palavras!

Vamos falar sobre Vaticano hoje?

Primeiramente, preciso pedir desculpas mais uma vez pela minha ausência. Na verdade, como eu ando estudando e trabalhando muito, eu pensei em largar o blog. Mas quando fui olhar as estatísticas, percebi que sempre tem alguns visitantes por dia, e então acho que devo continuar, porque ainda tenho que falar sobre Milão, Lisboa e Paris. Além disso, em outubro vou fazer uma nova viagem (para um destino já conhecido meu) e eu amo falar sobre viagens! Só que é um assunto delicado, porque quem não viaja muito acaba pensando que você está esnobando, e quem entra aqui é porque tá interessado né? Então melhor falar pra quem gosta de ouvir! hehe..

Demorei demais pra falar sobre o Vaticano, acho que porque foi uma experiência tão incrível, que eu tinha medo de falar e não fazer jus a ela! Desencanei, porque eu não vou fazer jus.. não tem jeito.. o que eu vivi lá dentro, só vivendo! No scavi tour que eu fiz, não podia tirar fotos! Então não vai haver fotos sobre ele aqui. Mas eu espero que isso instigue vocês a procurar fazer esse tour! Eu nunca vou me esquecer do que vivi!

Primeira coisa que preciso falar sobre o Vaticano. Faça suas pesquisas e tome suas decisões antes da viagem! Chegar lá sem nada pronto só vai te fazer enfrentar milhões de filas, ficar cansado, e acabar nem achando aquilo tudo lá grandes coisas..

Eu tinha 5 dias em Roma, e nenhum desses dias era uma quarta-feira. Eu sabia que para ver o Papa Francisco, só num domingo ou em uma quarta-feira. Eu não queria deixar o domingo para ir ao Vaticano. Pensei que ia estar lotado demais, eu não ia conseguir fazer os Museus e a Basílica no mesmo dia e ainda ficar três horas segurando um bom lugar para ver o Papa aparecer na janela. Então desencanei de ver o Papa. Foi uma boa decisão para o que eu queria, que era uma visita mais histórica. Mas espero um dia voltar ao Vaticano e conseguir vê-lo. O papa Francisco parece ser mesmo uma pessoa maravilhosa.

Enfim, comprei os ingressos para os Museus do Vaticano antecipadamente pela internet. Paguei uma taxinha a mais, mas juro pra vocês que valeu muito a pena! Cheguei lá 10 minutos antes dos museus abrirem, e a fila para quem ainda ia comprar os ingressos já estava gigantesca e cheia de orientais! E juro, você não quer isso pra sua viagem.. nada contra os orientais (e nem sei da onde eram os barulhentos), mas eles andam em turmas grandes, falam alto, são um pouco confusos (imagino que pela diferença cultural entre Oriente e Ocidente), então ficar numa fila com vários é um pouco cansativo. O site para comprar é esse.

Museu do vaticano, a caminho da Capela Sistina..

Eu optei por ir aos museus de manhã e fazer o tour pela Basílica à tarde, mas de fato não foi bem uma opção. Quando fiquei sabendo sobre o scavi tour nas minhas pesquisas (principalmente aqui), li que era super difícil conseguir uma vaga e que você deveria colocar todos os seus dias em Roma e todas as línguas que você fala entende e torcer para conseguir algo. Bom, eu acho que sou muito sortuda (pratico a sorte com O Segredo, hehe) porque como eu já estava com meu roteirinho de Roma bem formado e queria de qualquer jeito visitar o Vaticano numa segunda-feira, eu só mandei por e-mail a segunda-feira como disponibilidade, e mandei português e inglês como opções – e mesmo assim, conseguir o tour, para as 14h, em português!

Aí, os museus ficaram para a parte da manhã mesmo, que eu fiz entre 9h e 12h, e depois almocei e fui para o Scavi Tour. A entrada para os Museus fica na Lateral do Vaticano. Você anda pela calçada do lado de fora dos muros do Vaticano até chegar na entrada dos museus, e por isso eu não vi primeiramente a Praça de São Pedro. Valeu a pena fazer os museus de manhã?!?! Sim! Eu acho que muuuuuito! Por quê? Porque eu cheguei cedo e fui logo ver a Capela Sistina, sem aquelas milhões de pessoas. Tava cheio já, mas deu até pra sentar e ficar admirando.

entrada pelo lado de fora..

entrada pelo lado de fora..

A Capela Sistina (sem fotos desta também) foi melhor do que pensei! Sinceramente, o que é aquilo? Os afrescos das paredes não são tão lindos como o do Michelangelo, mas ainda assim, as cortinas pintadas, a noção de perspectiva, uau, incrível! E eu não sou da área, tá?!? Mas curti! Os afrescos de Michelangelo no teto, meu Deus! Meu Deus, meu Deus! O cara era um gênio!!! Só vendo mesmo! Ah, e não tente tirar fotos, os vigias pegam muito no pé! Fora a Capela Sistina, o museu é todo bem interessante! O que eu mais amei? A seção de Mapas e a de Tapetes! Uau, os tapetes.. nossa, parecem pinturas!

IMG_7284

Saindo do Vaticano, fomos almoçar por ali perto da entrada.. Gente, eu devia ter anotado mais coisas, mas almocei numa padaria que os doces eram incríveis! Ela é bem lindinha, com aspecto medieval por dentro.. Enfim, ela fica na rua logo abaixo da saída dos museus!

Hummmmm...

Hummmmm…

Chegamos à Praça uns 40 minutos antes do tour e aproveitamos para ficar de queixo caído com o tamanho do Vaticano e da Basílica e para tirar fotos e descansar! Bom, seguindo as dicas que eles mandam no e-mail você encontra rapidinho o lugar para fazer o tour. Fica do lado direito da Basílica. Mas se você está olhando a Basílica, fica do seu lado esquerdo. Bem ao lado da Basílica mesmo, tem uns seguranças vestidos com uma roupa que parece de bobo da corte! É só ir até eles que eles te levam no lugar certo!

20150309_134032

Olha o tamanho da fila lá atrás pra entrar na Basílica..

Bem, eu não sei se vocês terão a mesma sorte que eu, mas eu consegui agendar o Scavi Tour em português, com o padre Vagner, brasileiro de Curitiba, que mora há mais de dez anos no Vaticano. O tour dele é simplesmente incrível, cheio de detalhes históricos sobre o local do vaticano, sobre as escavações, sobre os túmulos encontrados e principalmente sobre o túmulo de São Pedro. O tour dura uma hora e meia mais ou menos, mas passa super rápido e no fim chegamos o mais próximo possível do túmulo de São Pedro e o Padre Vagner nos dá um minutinho para fazermos nossa oração. É uma história tão incrível sobre a luta cristã, sobre São Pedro, que nesse momento de oração nós estávamos todos com os olhos marejados. O tour leva 12 pessoas no máximo, como são escavações, é tudo úmido e um pouco apertado. Meu marido deu graças a Deus que o tour foi em português. Ele disse que se fosse em inglês, por causa da riqueza de detalhes e tudo, ele provavelmente não entenderia muito. E olha que eu considero o que ele entende de inglês até muito bom. Então fica a dica! Se você achar que seu inglês tá mais pra menos.. melhor não tentar! A página na internet sobre o tour feito pelo padre Vagner se chama Amigos dos Scavi.

Bom, ao final do tour, entramos pela Basílica por baixo dela, por dentro, e com isso evitamos toda a fila para entrar na Basílica (que no dia, em março, fora de temporada, dava a volta na praça inteira). Então, o tour vale a pena por tudo, até por essa facilidade de entrar na Basílica. E o que dizer da Basílica?!?! Maravilhosa, gigantesca, perfeita! Sem palavras! Acho que foi o maior templo que já conheci mesmo! A única fila que peguei foi para subir na Cúpula, mas eu até a considerei bem rápida! Paguei (gente, não me lembro quanto, mas acho que foram 5 ou 7 euros, algo assim) para subir uma parte dela de elevador, porque, né?!? Nessas viagens a gente já anda demais, cansa demais, então  o que puder faciltiar é bom. Só que dos 500 e tantos degraus, o elevador só come uns 200 e poucos degraus. Então o resto é no pé mesmo.. gente, uma aventura, a escada vai ficando mais estreita, mas eu achei bem legal, bem divertido! E achei que a vista de Roma e do Vaticano lá de cima compensa muito! Fora que, na saída, tem uma lojinha lá em cima no telhado bem grande, cheia de mimos e coisas do Vaticano! E eu achei ela melhor que as lojinhas do museu..

mesmo atrás da grade e com várias pessoas em volta.. linda vista!

mesmo atrás da grade e com várias pessoas em volta.. linda vista!

Bom, saímos já bem tarde da Basílica, quase 18h, e fomos até o fim da praça, continuamos andando por dentro do Vaticano, pra conhecer tudo por lá. Achei bem bonito, um pouco diferente do resto de Roma. E depois pegamos o metrô pra voltar pra perto do hotel, com a sensação de ter tido um dia sem igual..

A Pietá do Michelangelo, lindíssima!

A Pietá do Michelangelo, lindíssima!

Bônus: Enviamos cartões postais para os nossos pais do Museu do Vaticano! Chegaram em Brasília uns 20 dias depois, dois dias antes de voltarmos da nossa viagem! Foi bem legal, eles ficaram bem felizes!!

IMG_7333

Anúncios

Antecedência vale à pena?

IMG_2829083842953

Um tópico muito comum em alguns sites e blogs relacionados a viagens é se devemos comprar passagens com antecedência ou não. A minha resposta para essa dúvida é: depende! Algumas variáveis devem ser levadas em conta na hora da compra de passagens.

Primeiro, planejamento é sempre importante!  Pra Tudo na vida!  Só que se planejar não significa precisar comprar as passagens um ano antes da viagem!  Você pode fazer pesquisas e reservar um montante mensal para a viagem, ainda que compre as passagens dois meses antes!

O que nos leva à segunda variável,  o perfil do viajante! Se você consegue poupar uma grana boa, você pode fazer seu dinheirinho render um pouco antes da viagem! E se você não tem uma viagem específica em mente,  pode aproveitar aquele dinheiro que tinha guardado pra se aventurar numa promoção! E esse segundo semestre teve muitas promoções de passagens aéreas, principalmente para os EUA e América do Sul e Central!

Agora se você não consegue se organizar com finanças,  a vantagem de comprar com antecedência é poder dividir as passagens em algumas vezes sem juros, começar a pagar hotéis divididos sem juros também só depois de já ter terminado de pagar as passagens! Depois dos hotéis juntar pra fazer o câmbio,  fora a possibilidade de obter um preço legal nas passagens! O problema é que câmbio e preço de passagens são imprevisíveis, e só quando a gente se habitua a fazer pesquisas, a gente consegue se dar melhor.

Outro fator que eu aprendi a lidar na marra foi com a ansiedade. Se você é ansioso como eu, essa parte é pra você! Como eu comprei as passagens pra viagem que vou fazer em março em maio do ano passado, eu criei uma ansiedade muito grande em relação à viagem! E só quem é ansioso sabe como é difícil lidar com isso! A vontade de sair contando pra todo mundo que eu ia viajar, eu olhando pra todo mundo tirando férias ao longo do ano e me roendo de vontade.. haha, parece besteira, mas não é!

Outra coisa que temos que levar em condição são os imprevistos! Comprar passagens com  antecedência significa que,  caso algo dê errado, você vai perder dinheiro! Eu e meu marido estávamos levando a vida numa calmaria e eis que surge a oportunidade de construirmos nossa casa!  Notícia maravilhosa,  mas nossa viagem virou plano B (e a minha ansiedade lá no topo). Quando fomos ver o quanto gastaríamos pra alterar datas ou alterar o trecho, quase caímos pra trás! Resolvemos prosseguir com a viagem, mas nos apertando um pouquinho mais.

Tá, Nayara, beleza, mas em termos práticos? Financeiramente, compensa comprar passagens com que  antecedência? Depende!  Mas vamos a alguns exemplos! Eu comprei minhas passagens para março de 2015 em maio de 2014. Vou de tap para Roma, de tap de Milão para Lisboa, de tap de Lisboa para Paris e por último de Paris para Brasília. Pagamos 3857 reais em passagens para nós dois juntos e com as taxas, ficou tudo  5049. Ou seja, uns 2500 pra cada!  O dólar já estava alto na época mas não tanto quanto após as eleições. Fazendo uma pesquisa rápida aqui pelo Decolar os  mesmos trechos custariam no total 5354 reais, e com as taxas 6651! Ou seja, mais de 1500 reais de diferença lembrando que a alta do dólar influencia também,  ou seja, mais um ponto a se considerar! A companhia aérea que apresentou os trechos mais baratos neste momento foi a AirFrance, mas mesmo assim deu um total já com taxas de 6654 reais! Vejam só,  as passagens estão mais baratas porém as taxas bem mais caras!

Porem, quando falamos de passagens nacionais, não há que se pensar em moeda estrangeira, e as variações de preço costumam ser menores! Mas, por exemplo, um destino que eu procuro para fins de semana como o Rio de Janeiro, quando compro com 3 a 4 meses de antecedência consigo ida e volta na faixa de 200 reais. Simulando aqui para o último fim de semana de abril ficou em 178 sem taxas a companhia mais barata. Já simulando para o último fim de semana de fevereiro, a mais barata sem taxas ficou em 195 reais. E, finalmente,  simulando para o último fim de semana de janeiro, já fica em 338 reais. Logo, não é necessário ter tanta antecedência,  mas alguma antecedência,  a não ser que a companhia aérea faça promoções inesperadas, é sempre necessária. 

Para resumir, é sempre bom ter planejamento, poupança, paciência para acompanhar câmbio e fazer várias simulações, se possível já uma data conveniente, ou, se puder, flexibilidade de datas! E com um pouquinho de experiência a gente  chega lá! Eu espero retornar a esse assunto em breve, pois sinto que ficaram faltando algumas informações,  principalmente relativas a feriados e a alguns destinos específicos!  Mas espero que tenha sido útil!