Corpus Christi em Salvador

Bom dia galera!

Fomos passar o feriado de Corpus Christi em Salvador e demos uma prolongadinha em Guarajuba, pra relaxar um pouco…

IMG_5206

Hoje vou contar aqui como foi passar o dia do feriado de Corpus Christi conhecendo os pontos turísticos de Salvador!

Primeiro, vale ressaltar que a cidade é muito linda!!! Eu tinha um pouco de receio de conhecer Salvador, por causa da violência, mas com um pouco de cuidado, dá pra ir no Pelourinho, nas igrejas, na praia, tranquilamente..

IMG_5065

Quando compramos as passagens para passarmos seis noites na Bahia, decidimos dormir duas noites em Salvador, para conhecer a cidade e quatro noites em um resort numa praia afastada pra descansar. Depois de tudo comprado e pago, eu me toquei de que deixamos o feriado pra passar em Salvador e, por ser um feriado religioso, fiquei com medo da gente não conseguir visitar direito as igrejas, por ter muito movimento, mas acabou que pegamos um dia muito tranquilo! Chegamos no Pelourinho por volta de 10h é praticamente tivemos uma hora lá só pra nós dois. Havia poucas pessoas na rua. Depois as lojas foram abrindo e o movimento foi aumentando, mas ainda assim foi um passeio bem tranquilo, quase sem movimento!

IMG_5154

Tínhamos escutado falar que valia a pena pegar um daqueles guias turísticos de Salvador, porque eles saberiam nos informar tudo sobre as igrejas. Pegamos um com crachá e tudo, mas não achamos tão bom. A maior parte das informações que ele deu estava nas plaquinhas dentro da igreja. E em um momento ele nos levou para uma loja de camisetas, e eu senti que ele estava levando algum dinheiro por nos levar lá, e não porque era uma fábrica tradicional de verdade (como ele havia informado).

Mas ainda assim valeu o passeio, as igrejas são muito lindas! Eu só acho que sozinhos, eu e meu marido levaríamos mais tempo, porque olharíamos tudo com mais detalhe, entraríamos talvez em outros lugares, e com o guia lá já nos levando para onde ele acha interessante, perdemos um pouco disso. Enfim, se voltasse no tempo, eu não contrataria guia. Pagamos R$60,00 o casal pelo serviço.

IMG_5157

Igreja do Rosário dos Pretos

IMG_4979

Igreja de São Francisco

Visitamos três igrejas no Pelourinho. Infelizmente, uma delas eu não consigo me lembrar o nome, mas é a que fica na Praça Terreiro de Jesus. Ela estava quase fechando. Visitamos também a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, que foi construída pelos escravos para eles mesmos. E a famosa Igreja e Convento de São Francisco, que, segundo nosso guia, tem mais de duas toneladas de ouro na decoração, e que também tem a pomba que gira. Essa foi a parte mais legal de ter contratado o guia. Ele nos informou direitinho como andar pelo salão em que tem a pomba, para conseguirmos ver como a pomba gira. É realmente um detalhe da pintura do teto que é muito interessante! A igreja é muito linda, toda de ouro, mas o que achei mais bonito mesmo foram os azulejos portugueses formando histórias bíblicas nas paredes.

IMG_5002

Ao longo do passeio pelo Pelourinho, também vimos por fora a Casa Fundação Jorge Amado e a Casa do Olodum, além de, claro, ver a casa onde o Michael Jackson gravou o famoso clipe no Pelourinho,e onde, aliás, fica tocando a mesma música dele o dia inteiro! hehehe.. Mas é legal! O que eu achei mais bonito do passeio foram todas as casas antigas e todas as cores do Pelourinho! É um pedaço de história do nosso país que não se vê em muitas cidades! Muito rico e muito lindo! Eu não achei as ruas sujas, como tinha escutado falar.

IMG_5166

Após terminar por ali, fomos ver o Monumento da Cruz Caída, que  homenageia a Igreja da Sé, que foi demolida em 1933. Perto do monumento, um pouco mais ao lado, fica o Elevador Lacerda. O elevador Lacerda custa 15 centavos para descer ou subir, e ao contrário do que muitos turistas pensam, ele não possui uma vista panorâmica. Mas ao lado dele, a gente tem uma vista linda lá da cidade baixa e consegue tirar algumas fotos!

IMG_5023

Elevador Lacerda

Descendo o elevador, na cidade baixa, fica o Mercado Modelo, onde vende artesanato, comida, rendas, dentre outras coisas. Nós passeamos nos seus três andares, comprei uns instrumentos musicais para os meus sobrinhos, uma toalha de mesa e uns ímãs de geladeira e voltamos para o Pelourinho para almoçar por lá. O mercado é legal, mas bastante repetitivo e caro.

IMG_5038

O Elevador visto lá da frente do Mercado Modelo

O almoço nós caímos no conto do nosso guia. Ele havia indicado um restaurante no Pelourinho (não me lembro o nome), mas não gostamos muito. O atendimento foi fraco e a moqueca também. Melhor fazer suas buscas pelos blogs e ir em algum indicado. Nós havíamos pesquisado antes, e nos arrependemos de não ir num dos pesquisados.

Após o almoço fomos no Largo do Bonfim conhecer a famosa Igreja do Senhor do Bonfim, de onde saem todas aquelas fitinhas coloridas famosas de Salvador. A igreja é bem linda, tem também os famosos azulejos portugueses nas paredes pelos quais me apaixonei, e a fachada dela, com todas as fitinhas coloridas no portão é um charme a parte!

IMG_5088

Ah, uma coisa que quase me esqueço de comentar! Sempre li nos blogs que o pessoal fica em cima da gente, querendo entregar fitinhas e que são bem insistentes. Gente, é só dizer um não firme. Nós tivemos alguns (não foram muitos, mas foram alguns) rapazes oferecendo as fitinhas e nós dizíamos “Não, obrigado.” No máximo, alguns falavam “Mas é um presente.” e a gente dizia “Não, obrigado.” e saía andando. E tudo deu certo!

Após a visita à Igreja, pegamos um uber para o Farol da Barra! Acho que essa foi a parte do dia que mais gostei. Primeiro porque ver o mar de perto sempre me faz ser grata! E segundo porque estava quase no fim do dia, vimos o por do sol, estava uma ventania, um barulho de mar ventando, e nem calor nem frio, um dia na medida exata! Tiramos mil fotos no Farol. Pagamos (R$30,00 o casal) para ver o museu e subir lá em cima e tirar muitas e muitas fotos e lembrar de agradecer a Deus por aquela oportunidade de estar ali!

IMG_5134

Vista do mar lá em cima no Farol

Fomos andando pela barra até chegar em frente ao Restaurante Caranguejo do Porto. Era mais um fora da nossa lista, mas como tinha um clima de barzinho, resolvemos ficar por ali. Meu marido tomou umas cervejinhas, eu uma caipiroska. Comemos caranguejo (me desculpem os baianos, mas eu ainda prefiro os de Fortaleza), pastel de camarão, e assim concluímos o nosso dia em Salvador! Eu com certeza quero voltar e curtir mais dessa cidade que adorei!

Quanto à Guarajuba, vou fazer um outro post depois relatando a experiência de ficar em um resort all inclusive no Brasil.

Carpe diem!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s